Síndromes agudos…

Revi-te, hoje, sem vertigens. Alucinação pura. Verdade crua. Sim, e nua. Demasiado aguda. Tentei vacilar mas, sem hesitações, perdi-me fundo no desespero.

– sim… o medo enfrenta todos e nenhum. supera-te. sempre. Permanece tranquilo na tua máscara. Mantém-te.

Uma lágrima deslizou, abandonada e melindrosa, pela face. Sim, impune. Nada fiz, nada disse. Resvalei a imprudência. Olhei de novo. Já não estavas. Acordei. Alucinação ou destino?

Sinto-te a frescura…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s