A ilusão da cura na insanidade.

A subtileza ressurgia na frescura da minha nova personalidade. Já não me debato internamente como um ego refractado. Sou agora um. Uno. O indivisível. Falo por mim e por mim só, não dialogo comigo mesmo. O outro já não habita em mim. Estou curado.

Desejas tanto a cura que nem te apercebes da gravidade em que te tornas-te. Cada vez mais cavas fundo. O teu interior alarga-se a cada dia. A cura, meu caro, é coisa de um passado apenas pensado. Nunca foi possibilidade. Desde que nasceste que padeces de um destino que nada podes fazer (ou pensar) para o alterar.

Sinto-me rejuvenescido. Sinto-me outro, pelo menos no bom sentido da palavra. Estou sarado. As feridas fecharam-se. No entanto sinto-me à deriva dentro de mim próprio, caminhando para um fundo inóspito. Sinto-me em constante queda. Mas, pelo menos, já não sinto as vozes abaterem-se-me sobre o meu espírito.

Patético. Patético e sem salvação. Jamais serás são. Tempos e memórias perder-se-ão a cada dia. Assistirás ao teu próprio declínio sem sequer saberes. E mais, nada poderás fazer. Nenhuma metáfora te amparará nesse futuro escuro e sem fundo que te irá molestar dia a dia. Só te resta morrer.

Pareço bem mas sinto-me corroído por dentro. Os sonhos e esperanças morrem num segundo. Sei que a voz me acompanha de novo, sempre esteve e sempre estará, devorando-me pelas sombras e pensamentos doentios. Não sei o que sentir, não sei o que imaginar. Perdi-me hoje. Enfim, afundei-me.

One thought on “A ilusão da cura na insanidade.

  1. a ferida está aberta não sarará jamais,por mais que queirá por sua vondade não se a de cura.só resta a esperança que nunca vai acabar.o nada não existe.esse momento é a eternidade.mas talvez amigos como antes não terás mais.apenas vozes e sons de inimigos invisiveis e inexistentes ,que voçê talvez desejasse ser verdadeiros para provar que “eu,eu não,a loucura é para os outros ,loucura não existe nesse mundo” .mas chega um ponto que até voçê mesmo tem que admitir.mas admitir uma situação não cura ninquem.
    gostaria que as constantes coincidencias não existissem,mas não existem mesmo,pelo menos algumas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s