Campanha da ilusão e da loucura. Enlouqueçamos.

Vivo na minha própria ilusão. A minha mente criou uma simulação, e eu, vivo num simulacro. Bienvenue à tous! O real não existe. Existe o nada. O real é descontinuado e não é em directo. Contudo, sustemos a realidade como ao vivo, como o que existe. Todos vivemos na ilusão dos ecrãs e das imagens. O presente já não é presente. Vivemos no instantâneo. O real outurga toda a nossa legitimidade. Tornamo-nos superficiais e escravos das imagens. Escravos da ilusão, que no fundo é libertadora. É caso para dizer: Fantástico!

Eu, por mim próprio, vivo na ilusão tão consciente de que mergulho no nada. Fragmento-me todos os dias, partilho os cacos da ilusão, e despartilho a realidade que todos acolhem como verdadeira. Sou um pária sim, mas certo de que estou no nada. Certo de que já não existe verdadeiro para imperar no mundo real.

Desfiz-me, dissolvi-me na ilusão. Retenho-me na obscuridade do pensamento radical e da ilusão letal que nos conduz ao suicídio em massa. Esse nada mergulha-se no real, ocupa-lhe a concomitância dos predicados e dos nomes. Rouba a insanidade para si, e despeja a sanidade na sarjeta. Cresço dentro desse útero da ilusão, desenvolvo os membros do corpo homogéneo. A hegemonia da imagética feminina predomina no espectro do mundo que já não é nosso.

Perdemo-nos constantemente e quotidianamente nos escombros da racionalidade e esticamos das hipóteses extremas desta. Esgotamos a força da racionalidade, e detestamos, repelimos a insanidade e a loucura. Temos de ensandecer. Temos de ter essa capacidade de nos libertamos dos nossos mecanismos e partirmos para outras hipóteses extremas e sinuosas do nosso pensamento. Radicalizarmos a nossa perspectiva. Contornarmos as doutrinas racionais e aderir imediatamente à loucura. Deixarmo-nos levar por esse fio condutor sem medo de nos perdermos.

Mas, no fim, sou eu que sou fragmentado e portanto apenas defendo aquilo em que acredito. Quero que adiram à esquizofrenia. Vivamos esquizofrenizados na sociedade. Carpe omnia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s