Êxtase. Corpo ferido. O sarcasmo da metáfora do tempo.

Corri compulsivamente para o hospital. Senti-me perseguido. Mais tarde aferi que o hospitalis hospital não era o melhor local para me abrigar. A polícia secreta também tem redes de operação nos hospitais e controlam os fluídos dos nossos corpos.

Decidi fugir ao acaso (de quem?) e deslocar-me no vazio da minha consciência. Eliminar a objectividade e as réstias de materialismo e empirismo que subjugam o meu raciocínio não lógico. Subverter a tendência dos corpos medonhos e macilentos que avançam sobre mim, para derrubarem a minha decência e virtude. Quero ser eu, ser mim de mim mesmo, tomar-me conta pelo refúgio das horas perdidas no meu interior.

quero compensar a minha ideologia e sobreviver num sistema não rigoroso, mas compatível com o meu irracional. O meu espaço negro e vazio que paira na não ciência.

O pâncreas segregou enfim o líquido infernal que viria a descompensar-me pelas florestas negras do pensamento irracional. Corroeu-me e atirou-me para a violência da vida. O sarcasmo oferceu-me estadia, abrigo e conforto no calor da alegoria e da metáfora. Agora desliguei-me da realidade que me envolvia, deixei-me seduzir pelo narcisismo primário que impera no meu quarto envolto no pó das madeiras.

Foi, cantando e dançando, que fugi de mim no êxtase dionisíaco. O meu espírito comunicou com o uno, que deitando parcas cabaças através do seu discurso, apercebi-me finalmente do fim último que me esperava. A dor do meu corpo que encobria o prazer e elevava-me nessa música trágica da vida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s